sexta-feira, 29 de abril de 2011

Leggings

Leggings, taí um assunto que para mim sempre foi delicado. Toda vez que pensava em composições com a dita, me vinha à cabeça a versão legging + camiseta grande + sapatilha/tênis. Errr, me dava arrepios só de imaginar! Foi então que conheci uma variedade imensa de prints, cores e texturas, em versões mais trabalhadas, tipo meia calça, montaria, couro, cheias de originalidade e percebi que é possível sim pra montar diversos looks modernos, sofisticados e práticos para dar uma “ajuda” na versão com vestidos ultracurtos que nem garotas, mães ou mulheres “normais” conseguem usar no dia-a-dia. Ufa!


Viu só? Depois de uma overdose de inspiração dessas, não tem quem não queira usar!
.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Guarda-roupa de inverno em ordem

O frio está chegando mesmo e está na hora de reorganizar o guarda-roupa! Assim, não esquecemos nenhuma peça que possuímos e quando sairmos às compras podemos evitar gastos desnecessários, não adquirindo coisas muito parecidas com o que já temos. Até porque, sempre digo para as minhas clientes: “o que os olhos vêem, a cabeça lembra/não esquece, principalmente na correria do dia-a-dia, na hora de se arrumar/vestir para os seus compromissos”. Pois bem, para ajudá-las a organizar esta bagunça, deixando suas roupas de frio como novas e indicando a melhor maneira de guardá-las, compartilho essa super-publicação da Revista Casa e Jardim com valiosas dicas da especialista em organização, Cristina Papazian. Principalmente sobre o “mofo” que é parceiro constante dos nossos armários, acredito que seja por causa do clima da nossa região. Aproveitem! Eu gostei.

Na primeira parte, como organizar tudo sem mofos e bolores:



Na segunda parte, como cuidar do couro:



Na terceira parte, como tirar bolinhas sem danificar peças:



E na quarta - e última - parte, como guardar roupas a vácuo:

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Para usar já: calça vermelha!

A moda é algo que me surpreende a cada dia que passa... Na rapidez, na transformação e no que de bom e ruim ela nos traz. Bom, pela informação, pelas ideias e pelas facilidades que temos de estarmos cada dia “melhor” em todos os sentidos, por dentro e por fora. E o ruim, pelo consumismo desenfreado e até a angustia e ansiedade de querermos ter, querermos ser o que não temos ou o que não somos. Mas o assunto calça vermelha é daqueles que digo que tudo = vende. Primeiramente li reportagens sobre a jaqueta de couro e sua utilidade e versões para o inverno, isso pra gente já não é novidade, mas a IN veio como cor : jaqueta vermelha. E como opção de peça IN no vestuário: a calça vermelha. E como pensei, a jaqueta vermelha é linda, mas um investimento caro e antes de colorir é necessário ter a cor básica, em preto ou camelo. Em contrapartida, adorei a calça vermelha como ideia para inovar as produções que geralmente usamos pretos, brancos e cinzas. Gostei e não hesitei em procurá-la em minha última ida a São Paulo; mas quem disse que querer é poder? Andei por algumas lojas, perguntei da dita e as que tinham responderam que o que havia chegado esgotou em questão de dias. Por isso quem tiver uma guardada há tempos no seu armário aproveite e apareça como nova e antenada. Que eu ainda vou atrás da minha, acho que uma de alfaiataria. Desejem-me sorte e inspirem-se nos modelos que selecionei para vocês (e para mim)! rs.



TOQUE:
Apesar de estar em alta, isso não significa que a gente possa sair combinando a cor sem critério. Faz-se necessário certo bom senso na hora de escolher quais peças podem complementar o visual. Misturar cores não é tarefa fácil, temos que buscar encaixar tons sobre tons ou então investir na boa neutralidade. Um bom look com calça vermelha pode funcionar se as outras peças tiverem cortes mais clássicos, simples e com outras cores mais neutras: preto, azul marinho, branco e tons pastel e terrosos.
.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Jaqueta Aviador

O calor ainda está forte, mas as tendências de Outono/Inverno já começam a dar o ar da graça. Por isso é bom estar informada desde já sobre o que nos aguarda e o que mais nos agrada para a próxima estação. Diante desse desejo, inauguramos a tag ''Outono/Inverno 2011'' do blog com inspirações, dicas e sugestões para uso da jaqueta aviador. Para quem desconhece, são aquelas jaquetas em couro com gola, mais aberta, geralmente com punhos e barra em malha sanfonada, fechamento com zíper e forro com pele, mesmo que seja falsa. A modelagem costuma ser mais curta e mais larga em comparação com outras jaquetas e possui bolsos.


Vale lembrar que a tendência não é das mais baratas, mas é um investimento para uma vida toda e está sempre “indo e vindo”. Caso seja o seu gosto e desejo “fashion”, é claro. Caso contrário, invista numa boa (qualidade e formato) jaqueta de couro. De preferência um couro leve, molinho, sem muitos recortes e decorações, mas que seja prática e gostosa de usar com tudo que pense em se aquecer de forma mais “chique & com estilo”.
.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

How 2- 284

Adorei essa novidade da 284! A marca acaba de lançar o programa “How 2” apresentados pelas sócias Luciana e Marcella Tranchesi e Helena Bordon. Com apostas e tendências de como usar as peças chave deste inverno, o primeiro programa acabou de entrar no ar com dicas para o uso do tricot. Vale o play! E vale a gente aprender/repassar tudo que é bom e nos faz bem e melhor, com todos nessa vida. É exatamente por isso que gosto do que faço. Enjoy!

terça-feira, 5 de abril de 2011

A espantadora de homens

Hoje eu gostaria de apresentar para vocês o ''The Man Repeller'', um Blog divertidíssimo que mostra como as tendências da moda muitas vezes espantam os homens, rs. Pelo menos é esse o discurso de Leandra Medina, dona do “The Man Repeller”. Com apenas 22 anos e menos de um ano de blog, ela já teve seu perfil nas páginas da revista do jornal “The New York Times” e matérias relevantes em publicações de peso como “Nylon Magazine”, “Harper’s Bazaar” e “The New Yorker”. Isso tudo por conta dos seus textos inteligentes e de humor ácido - adoro isso - e da sua liberdade e prazer de se vestir para si mesma e principalmente para outras mulheres, assumindo sem medo o seu estilo próprio extravagante e exagerado, por mais repelente aos homens que isso possa parecer; e na maioria das vezes é tratando-se de moda e tendências.


Um dos posts de maior sucesso do blog é que Leandra mostra como transformar uma roupa “man getter” (atraente para os homens) em “man repeller” (repelente para os homens), no qual ela consegue, com apenas alguns itens de tendência em alta, tornar um look sexy e encantador em algo que, aos nossos olhos de “simples mortais”, pode assustar de tão conceitual.

Brincadeiras à parte, o que achei mais bacana neste blog é a idéia de celebrar a liberdade de nos vestirmos para nos mesmas – e isso inclui extravagâncias e exageros, usar turbante de oncinha (ou não) – ou seja, tudo a nosso gosto, nossa intenção e personalidade e não vestir-se apenas para o sexo oposto, ou para o julgamento de outras mulheres. Aliás, essa é uma das conquistas femininas mais importantes na opinião da blogueira e eu concordo em gênero, número e grau: quanto mais “fiéis” formos ao que somos, sentimos e vivemos, nossa identidade será “fiel” como nos comunicamos pelo lado de fora = a nossa roupa, como você se veste, se expressa. Aí não tem como “errar”!

Agora eu gostaria de saber de vocês, se consideram “man getter” ou “man repeller”?